Ainda não há consenso na área de saúde sobre os malefícios ou benefícios da chupeta.

Alguns profissionais acreditam no fato de que, acalmando a criança, esse dispositivo seria benéfico, enquanto outros, vendo nesse hábito um fator causador das maloclusões (dentes tortos e mal posicionados), o consideram maléfico.

Chupeta Vilã ou Mocinha

O fato é que a chupeta, ao ser introduzida na cavidade bucal, muda a postura da língua e altera a força dos músculos dos lábios e bochechas, concorrendo sobremaneira para o surgimento das alterações nas relações dentárias e prejudicando as funções, sobretudo nas crianças que apresentam padrões faciais mais alongados.Ao abaixar a língua, altera-se a direção de crescimento da mandíbula, podendo advir daí as mordidas abertas com interposição lingual (a língua ocupa o espaço entre os dentes na região anterior e esses não se tocam).

Instalada a mordida aberta, outras alterações de função e de crescimento surgem como efeito cascata, como o palato ogival (céu da boca alto e estreito), as progenias ( mandíbula fica a frente da maxila), dentes girados e tortos, sorriso assimétrico e alterações na estética da face como um todo.

Existem no mercado chupetas ortodônticas, de bicos mais achatados, que tendem a diminuir os problemas funcionais, mas a escolha entre dar ou não a chupeta para a criança, deve ser avaliada com critério.

O aleitamento materno, quando realizado por tempo adequado, promove exercícios forçados ao neném através dos movimentos de ordenha, satisfazendo o desejo de sugar, além de ser considerado o melhor estímulo de crescimento facial, juntado aos seus benefícios nutritivos e imunológicos.

2022-01-30T15:59:13-03:00
Go to Top