Dor de cabeça e dor facial são uns dos frequentes sintomas que levam os pacientes a consultarem otorrinolaringologistas. Os ramos do nervo trigêmeo, responsáveis pelas dores de cabeça e em face, também inervam a mucosa nasal.

As cefaleias primárias, tensional e enxaqueca, são as mais comuns. A enxaqueca, como apresenta frequentemente sintomas nasais associados, às vezes é confundida com sinusite.

Apesar de ser considerada um critério menor no diagnóstico da sinusite, a cefaleia sempre é lembrada quando se fala do assunto. Quando a cefaleia é de origem sinusal, é considerada secundária.

Quando ela se inicia?

Geralmente, ela inicia-se junto com sintomas de sinusite como obstrução nasal, secreção purulenta, diminuição do olfato dentre outros. Ela normalmente é frontal, bilateral, leve a moderada e ainda tende a melhorar em até 07 dias após o tratamento da sinusopatia.

Além disso, existem outras causas de cefaleia que podem causar confusão. A rinite alérgica pode causar dor de cabeça ou pode ser até gatilho para uma enxaqueca. A cefaleia rinogênica, quando ocorre ponto de contato mucoso dentro do nariz (septo-cornetos, corneto médio-parede lateral), disfunções temporomandibulares e neuralgia do trigêmeo também são outras possíveis causas de dor de cabeça.

Não deixe de consultar o seu médico

As cefaleias requerem uma avaliação detalhada e não devem ser banalizadas, pois podem indicar doenças graves. Podem ser causadas por desordens, hormonais, neurológicas, oftalmológicas, otorrinolaringológicas, psiquiátricas e odontológicas. Uma avaliação otorrinolaringológica, às vezes com exames complementares, é necessária no diagnóstico de patologias sinusais.

No caso de diagnósticos diferenciais, tal abordagem auxilia no encaminhamento correto a outras especialidades.

2022-01-30T15:17:49-03:00
Go to Top